quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Redondo

Sente? Sente que o ano está indo embora? Sente que o novo está chegando? Sente que daqui a menos de 48 horas você estará partindo para um outro universo, pisando em areia fofa, ouvindo o barulho do mar, rindo, rindo, rindo, sente? Hoje as azaléias do caminho falaram comigo pelo cheiro. Disseram “vai, que eu to aqui, do teu lado, à margem do seu caminho, te protegendo e tudo vai ser esplêndido logo mais”. Ouve a freqüência cardíaca desse ano diminuindo o ritmo? Pi... pi... pi... e daqui a pouco piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii... Escuta o novo chegando, pi-pi-pi-pi-pi, coração a mil, é o novo, é a alma livre do peso, sente?

Você pode achar que é só uma data como outra qualquer, mas não é. Tudo funciona em ciclos, não tem jeito. As coisas podem não mudar no ano que vem, mas a gente pode! De um mês para o outro tudo pode mudar, mas as mudanças de um ano para o outro são muito maiores. É 2008, é redondo demais esse ano, já vem pronto pra dar certo. Não são as coisas que vão mudar no ano que vem, mas a gente vai voltar com tanta energia, com tanto tesão pra sair por aí produzindo, sair na loucura, fazendo, fazendo, fazendo tudo o que ficou pro ano que vem, que não tem como não dar certo.

Meu desejo pro seu ano novo é que você receba essa energia, de verdade, de peito aberto. Receba, distribua, movimente, desde o começo. Quando se trata de energia, aquele ditado -“quem guarda, tem” - não serve. Energia tem que ser movimentada. Vá descansar agora, aproveite, dance, cante, pule, nade, brinque, beije, transe, coma, mergulhe de cabeça, volte com essa alegria e essa paz e saia buscando tudo o que quer no fundo da sua alma.

Em 2008, tudo vai dar certo. Pode ter certeza.

domingo, 23 de dezembro de 2007

Natal de todas as cores


O espírito natalino me domina. Parece que a pessoa se transforma em amor. Eu derramo amor pelo canto dos olhos. Eu sei que as coisas acontecem porque precisam acontecer, pra que a gente dê mais valor aos momentos bons. É por causa de anos como este, em que coisas não tão legais acontecem e coisas legais simplesmente deixam de acontecer, que o Natal fica tão mágico, tão absolutamente profundo e verdadeiro, tão amor, puro e simples. É o resgate do brilho nos olhos. É como se o meu maior sonho fosse realizado: entrar num túnel e sair vestindo a pureza que um dia já foi tão minha.
(Desenho de Orlando Pedroso)

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Gilberto Gil - Copo Vazio

É sempre bom lembrar
Que um copo vazio
Está cheio de ar
É sempre bom lembrar
Que o ar sombrio de um rosto
Está cheio de um ar vazio
Vazio daquilo que no ar do copo
Ocupa um lugar
É sempre bom lembrar
Guardar de cor
Que o ar vazio de um rosto sombrio
Está cheio de dor
É sempre bom lembrar
Que um copo vazio
Está cheio de ar
Que o ar no copo ocupa o lugar do vinho
Que o vinho busca ocupar o lugar da dor
Que a dor ocupa a metade da verdade
A verdadeira natureza interior
Uma metade cheia, uma metade vazia
Uma metade tristeza, uma metade alegria
A magia da verdade inteira, todo poderoso amor
A magia da verdade inteira, todo poderoso amor
É sempre bom lembrar
Que um copo vazio
Está cheio de ar

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Aos falsos

"A minha forma de brincar é dizer a verdade. É a brincadeira mais engraçada do mundo."
Bernard Shaw

No dia em que você me vir mantendo a pose e fazendo a linha simpática só pra não criar conflito, pode ter uma certeza: você não faz a menor diferença na minha vida.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Feliz Dia Novo!!!

Decidi: o dia é meu, a semana é minha e eu faço deles o que eu quiser. O ano está acabando e eu quero mais é acabar em paz! O tio Quiroga me autorizou. Disse que "se o mundo não quer se parecer com meus sonhos, então isto será pior para o mundo, pois meus sonhos, com certeza, haverão de prevalecer!"

Não importa o quão idiotas as pessoas se tornem. Eu sou mais eu e vou ser feliz!

Não vou nem esperar até o ano que vem. O meu dia faço hoje, agora, já!

Todo dia é um novo dia. Todo dia é reveillon na sua vida!

Boa semana pra você e Feliz Dia Novo!

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007