sexta-feira, 11 de maio de 2007

Meu coração não sei por que

É difícil estar tudo bem, tudo ótimo, meu coração não está acostumado a não precisar de nada, nem de ninguém. Ele está tão habituado ao sobe-e-desce das montanhas-russas diárias, frios na barriga constantes, preocupação, stress e o turbilhão de emoções de sempre, que viciou. Então mesmo quando eu não estou sentindo nada, absolutamente nada, ele jura que está lá, iuuuuupi, ladeira abaixo e aí, acelera, acelera, acelera e atrasa e acelera e atrasa... O bichinho fica totalmente sem ritmo, coitado. É como o estômago da gente que se engana com o chiclete. Você tá lá, mastigando aquela borrachinha que não tem função alguma para o seu organismo, mas o seu estômago entende que, se tá mastigando, tá engolindo, se tá engolindo, precisa jogar lá as substâncias pra dissolver aquilo tudo. Só que não tem nada e ele acaba se auto-deglutindo. Além disso, eu ainda esqueço de respirar. Ó, céus.

9 comentários:

Cíntia disse...

atéeee arranjarmos motivos pra suprir os 'costumes' do coração, né?! Aiii, ai...

Isadora A. disse...

cara dia mais eu adoooooro esse seu blog, mulher !

ahhhh coração !
adoro suas peripécias !

:)

Fernando Borges de Moraes disse...

Acho que o meu, de tempos em tempos, precisa de um desfibrilador...

Tathy disse...

Ih menina, nao exuste adestramento pro coracao nao... nao eh ele que tem que se acostumar com voce, eh voce que tem que se acostumar com ele! bjs

Morena disse...

Oi Renata, eu e uma amiga temos um blog e gostaria de saber se posso colocar seu link no nosso blog. Adoramos ler um post do Mulherzinha e rimos muito,pois foi na hora certa pelo momento que estamos vivendo. Nosso blog é balzaquianas.blogspot.com, e escrevo também para o capimlimaoeprosa.blogspot.com

Beijocas, eu e Michele aguardamos vc por lá

Morena disse...

Valeu Renata! Estamos te esperando por lá!

Simone Iwasso disse...

o meu bate, bate, apanha, bate de novo, apanha mais uma vez, e continua lá, se refazendo continuamente, entendo bem a sensação montanha-russa... beijo!

Wagner disse...

Ah, pousei neste blog, e a medida de amá-lo foi mascar um chicle!

abração!

Si disse...

Rezinha, seu coração tá pedindo um carinho. Não tem nada a ver com iluminação... tem a ver com vida. Vc está em plena transmutação, crescendo, desejando... e ele, como bom parceiro, tá te acompanhando... fique tranquila que ele está apenas se manifestando enquanto vivinho.