terça-feira, 19 de junho de 2007

Premonições e o cigarro


O filme não é tão tosco quanto eu imaginava, mas nem quero fazer críticas ao roteiro ou às atuações. Quero apenas tecer um elogio ao diretor, que conseguiu, de forma inusitada, demonstrar o desespero de Linda (personagem vivido por Sandra Bullock) ao fumar, mas sem mostrar o cigarro.

Imagem de gente fumando em filmes dá muita vontade de fumar (em quem fuma, é claro). Cortar o cigarro dos filmes dá um ar inverossímil às coisas. Nem todo mundo fuma, mas algumas pessoas ainda fumam, ué. Ao mostrar a ação e esconder o objeto, o filme fica fiel ao caráter dos personagens. Aquela mulher tinha que fumar. Era uma exigência do personagem. Todo mundo viu que ela fumou, mas ninguém viu o cigarro. O filme acabou e eu não saí correndo para fumar um cigarrinho.

Aliás, amanhã faz um mês que eu não faço isso.

Parei de novo e desta vez, acho que é pra sempre.

2 comentários:

Lena disse...

ui, taí uma coisa que tenho que fazer de vez!

Lilianne disse...

Meu cunhado tem que fazer isso também.